quarta-feira, 30 de maio de 2012

O Livro de Ester e o Futuro do Orinte Médio - Parte 05

   




    Se empregarmos o método inequívoco de deixar que a Bíblia se interprete a si mesma, identificaremos com absoluta certeza a origem étnica deste novo Primeiro Ministro do império medo-persa.
    No primeiro livro de Samuel, capítulo 15, versículo 8 lemos como Saul, rei de Israel, "tomou vivo a Agague, rei dos amalequitas". A Bíblia nos revela claramente que Hamã, sendo agagita, era descendente de Agague, rei de Amalec.  Flávio Josefo, o historiador, indica também que Hamã era amalequita (Antiguidades dos judeus, XI. VI. 5).
    A pergunta que vem à tona é? Quem é Amalec? Deixemos então que a Palavra de Deus  continue nos revelando. Não há outra fonte de informação sobre a face da Terra que nos permite entender com tanta clareza as raízes do drama que hoje se apresenta no Oriente Médio.
  
 
     
    No capitulo 36 do livro de Gênesis  encontramos a lista dos descendentes de "Esaú, o qual é Edom" (v. 1).
    Esaú teve três esposas, uma delas chamada Ada, cananeia de origem (v.2) deu à luz Elifaz "primogênito de Esaú" (vs. 4, 15). Elifaz "primogênito de Esaú", foi o pai de Amalec (vs. 12, 16).
    A simplicidade profunda e ifalível da Bíblia nos revela com toda clareza que Hamã, primeiro ministro do império medo-persa, era descendente de Esaú através do seu primogênito Elifaz, pai de Amalec, antepassado de Hamã.
    Recordemos também que Esaú era irmão gêmeo de Jacó, pai das doze tribos de Israel, entrea as quais se contam os judeus e os benjamitas, tribo a qual pertencia a rainha Ester. 
    É importante também recordar que Jacó e Esaú estavam em guerra  desde o ventre de sua mãe Rebeca (ver Gn 25: 19-26). Deus revelou antes do nascimento destes gêmeos que eles seriam os progenitores de duas nações que estariam em conflito através dos séculos.
    Qual é a principal causa deste conflito? Sabemos que Esaú era primogênito , posto que foi o primeiro a sair do ventre de sua mãe (Gn 25: 24-26). Mas, segundo o que está  consignado nas Escrituras, Esaú vendeu o direito de primogenitura a Jacó, seu irmão, por um prato de lentilhas. Lemos na Bíblia: "Assim menosprezou Esaú a primogenitura" ( vs. 27.34).
    Esaú demostrou assim uma grave falta de caráter, ao permitir que seus impulsos primários prevalecessem sobre suas decisões. O direito de primogenitura incluia acima de tudo receber como herança perpetua a Terra Santa (Gn 28:13; Salmos 105:8-11).



  Deus declara em sua Palavra que os descendentes de Esaú guardaram perpetuamente rancor contra seu irmão Jacó. (Amós 1:11). Um ódio acompanhado do desejo de possuir a herança perdida: " Porquanto dissestes: As duas nações [Judá ao sul e Israel ao norte] e as duas terras serão minhas, e as possuiremos, sendo que o SENHOR se achava ali."
    Podemos observar então que o conflito no Oriente Médio se deve em grande parte, a luta de dois filhos que disputam a mesma herança.




(Continua na parte 06)
    

terça-feira, 29 de maio de 2012

Adicionando Cifras no Encore

Clique na imagem e baixe o tutorial



View more PowerPoint from Irinaldo Soares

Era uma vez um Rei e seu Filho mui Amado - parte 02

Ora, aconteceu que muitos outros que estavam também presos e sobrecarregados de fardos, não aceitaram a ideia de libertar todo aquele povo. Eles armaram uma cilada contra o filho do rei.


+ De + de revelações



 Eles acusaram de um crime inexistente. Eles nem o conheciam e nem quiseram ouvi-lo para conhecer o seu plano. Eles não sabiam que era tão rico e poderoso este príncipe e que só ele poderia pagar o preço para que todos fossem libertos. Infelizmente julgaram mal, levaram-no a um julgamento injusto e condenaram a morte o filho do rei. Mas ninguém sabia que sua injusta condenação e morte foi o real preço pago por ele para que todos fossem libertos naquele reino. Com a sua morte tudo estaria consumado, o universo estaria restaurado, todas as coisas criadas de novo. Não existiriam mais prisões, nem fardos pesados, nem os grilhões afligiriam qualquer ser que vivesse naquele mundo. Mas infelizmente nem todos optaram por receber a ordem de liberdade oferecida pelo Rei ao enviar o seu Filho. Preferiram viver como réus para sempre naquela imensa prisão. Escolheram ser vítimas de  si mesmo, atrás das grades as quais fizeram dignas de si e desprezaram a liberdade ofertada pelo Filho do Rei e então continuaram em suas celas e solitárias. 
1363083
    Mas a boa noticia é que muitos abraçaram o convite do rei, receberam a liberdade e foram libertos pelo preço que o Filho do Rei pagou. 
   


 Para nossa alegria o Rei era tão poderoso que outra vez chamou á vida o seu Único Filho e ao terceiro dia Ele ressurgiu dentre os mortos e até hoje sua tumba se encontra vazia. Ele voltou para o reino do seu Pai, o Rei Eterno e digno de todo louvor.

pedir ajuda

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Era uma vez um Rei e seu Filho mui amado...

      





    Um dia um rei muito rico, poderoso e muito humilde, soube da existência de um reino onde os seus habitantes estavam todos presos e sobrecarregados de penas. Ele ficou muito triste por que no seu império todos viviam bem.

    Não faltava comida nem bebida e a abundancia era um dos atributos daquele reino. Este rei tinha um filho o qual era muito estimado. Era o general de guerra no seu reino e não perdia nenhuma batalha. Até que um dia o chamou a parte e contou-lhe tudo o que aquele reino distante estava padecendo. Isto não poderia continuar. Ora aquele distante reinado também fazia parte do imenso império do rei poderoso. Ele pediu ao seu filho, seu único filho, que partisse e que fosse libertar todos os que estavam oprimidos por causa de suas duras penas. Era um povo rebelde e de coração cheio de rapina, mas ele sabia que no meio daqueles haviam pessoas que mereciam a sua compaixão. Disse então o rei para o seu filho, general:
"Só você, meu filho amado, pode libertar aqueles condenados. Você é a única esperança, por tanto vá por que eis que o dia já declina e a noite se aproxima. Amanhã eu quero todo aquele povo livre, feliz, vivendo abundantemente. Eles não tem condição de pagar o preço da liberdade. Porisso eu te envio a eles. Vai depressa porque estão perecendo.



   
    Então o filho respondendo disse: "Eis-me aqui, Senhor, meu pai. Envia-me a mim."
    Então chegando o filho do rei humilde aquele reino levantou sua voz disse: "Eu tenho a liberdade para todos vocês. É bastante crer em mim". Ora, muitos zombavam, outros prisioneiros criticavam dele, mas outros souberam aproveitar a oportunidade e foram alcançados pelo preço que aquele rei pagou. "Ora, este homem não pode pagar por todos o valor da liberdade!", diziam alguns. 

O Livro de Ester e o Futuro do Oriente Médio - Parte 04

    
A rainha Ester e o rei Assuero


     Há uma chave que nos revela o porquê deste feroz antagonismo do atual governo iraniano para com o povo israelita. E no fará entender estas vozes que secretamente decretam o fim da nação israelita mediante um ataque nuclear.
    A  chave para entender as raízes de tal antagonismo encontra-se no Livro de Ester. A história narrada ali se passa nos dias do rei Assuero. Este Assuero não era outro menos que o rei Xerxes filho de Dario, rei da Pérsia, cujo decreto ja citamos a favor do culto  no templo de Jerusalém. Xerxes era neto de Ciro, o Grande, por parte de sua mãe Atossa, filha de Ciro e esposa de Dario. Xerxes reinou sobre o vasto império dos medos e dos persas sobre 127 províncias que se estendia desde a Índia, até a Etiópia. Foi o pai de Artaxerxes quem no sétimo ano de seu reinado autorizou o regresso do sacerdote Esdras a Jerusalém investido de grande autoridade; e no ano vinte, enviou a Neemias com a ordem de restaurar e edificar a Jerusalém.
    


O fascinante relato bíblico que nos brinda o livro de Ester, nos permite esclarecer a aparente contradição nas relações históricas entre judeus e persas, e a obsessão atual do governo iraniano de destruir a Israel.
    Ester era órfã e vivia em Susa, capital do novo império com um primo chamado Mardoqueu que a adotou como filha.
    Sucedeu que naqueles dias o rei Assuero (Xerxes) sofreu grande decepção por parte da rainha Vasti, sua esposa. Por causa disso o rei Assuero ordenou que se buscasse em todo o reino uma jovem apta e formosa que fosse posta no lugar de Vasti. Seria então a nova rainha do império. Entre todas as jovens que foram apresentadas perante o rei, Ester foi a que mais graça achou aos olhos de Assuero. Ela foi a escolhida do rei.

   
O império medo-persa.


Depois destas coisas, o rei Assuero decidiu nomear como primeiro ministro de seu império a um homem chamado Hamã. A Bíblia nos relata de imediato que este personagem não era de origem persa, mas que era "filho de Hamedata, agagita" (Ester 3:1).




(Continua na parte 05)
    


.



quarta-feira, 23 de maio de 2012

Tutorial Encore - Editor de partituras

O Livro de Ester e o Futuro do Oriente Médio - Parte 3









Depois da morte de Ciro, o Grande, Dario começou a reinar. Este  ratificou e confirmou o decreto de Ciro, e adicionou: "Igualmente o que for necessário, como novilhos, carneiros e cordeiros, para holocaustos ao Deus do céu; também trigo, sal, vinho e azeite, segundo a palavra dos sacerdotes que estão em Jerusalém, dê-se-lhes isso de dia em dia sem falta; para que ofereçam sacrifícios de cheiro suave ao Deus do céu, e orem pela vida do rei e de seus filhos.
Artaxerxes

O Deus, pois, que fez habitar ali o seu nome derribe todos os reis e povos que estenderem a mão para alterar o decreto e para destruir esta casa de Deus, que está em Jerusalém. Eu, Dario, baixei o decreto. Que com diligência se execute" (Esdras 6:9-10, 12).
    Ora, como se isso não bastasse, para ilustrar a atitude dos reis da Pérsia em relação aos judeus, também encontramos na Bíblia, a cópia da carta que o rei Artaxerxes entregou ao sacerdote Esdras para autorizar sua volta para Jerusalém. Este é o mesmo rei Artaxerxes que no ano 20 (vinte) do seu reinado autorizou a Neemias, o qual era copeiro na sua casa, para edificar a cidade de Jerusalém e as suas muralhas  (ver Neemias 1:11; 2:1-9).
    Eis uma parte da carta que o rei Artaxerxes entregou a Esdras:
" Artaxerxes, rei dos reis, ao sacerdote Esdras, escriba da lei do Deus do céu: Saudações.
 Por mim se decreta que no meu reino todo aquele do povo de Israel, e dos seus sacerdotes e levitas, que quiser ir a Jerusalém, vá contigo. Porquanto és enviado da parte do rei e dos seus sete conselheiros para indagares a respeito de Judá e de Jerusalém, conforme a lei do teu Deus, a qual está na tua mão; e para levares a prata e o ouro que o rei e os seus conselheiros voluntariamente deram ao Deus de Israel cuja habitação está em Jerusalém, com toda a prata e o ouro que achares em toda a província de Babilônia, e com as ofertas voluntárias do povo e dos sacerdotes, que voluntariamente as oferecerem para a casa do seu Deus, que está em Jerusalemportanto com toda a diligência comprarás com este dinheiro novilhos, carneiros, e cordeiros, com as suas ofertas de cereais e as suas ofertas de libações, e os oferecerás sobre o altar da casa do vosso Deus, que está em Jerusalém. Também o que a ti e a teus irmãos parecer bem fazerdes do resto da prata e do ouro, o fareis conforme a vontade do vosso Deus. Os vasos que te foram dados para o serviço da casa do teu Deus, entrega-os todos perante ele, o Deus de Jerusalém. E tudo o mais que for necessário para a casa do teu Deus, e que te convenha dar, o darás da casa dos tesouros do rei. E eu, o rei Artaxerxes, decreto a todos os tesoureiros que estão na província dalém do Rio, que tudo quanto vos exigir o sacerdote Esdras, escriba da lei do Deus do céu, prontamente se lhe conceda...(Esdras 7:12-21).
Constatamos até aqui mediante provas históricas a atitude que prevalecia entre os monarcas da antiga Pérsia com respeito ao povo judeu. Certos aspectos dessa atitude benevolente  ainda perduravam nos dias do Xá do Irã (Mohammad Reza Pahlevi), em pleno século XX.

terça-feira, 22 de maio de 2012

O Livro de Ester e o Futuro do Oriente Médio - Parte 02

A cidade de Babilônia


Deus não apenas deu um nome, mas ainda predisse como iria conquistar a Babilônia, cujas muralhas eram difíceis de atravessar, e então dar liberdade aos judeus que ali estavam cativos. A história narra como Ciro, o Grande, desviou as águas do rio Eufrates, que entravam em Babilônia por baixo das suas altas muralhas, e como suas tropas atravessaram estas muralhas quando as águas baixaram de nível. Apesar disso, poucos consideram que tal estratégia havia sido predito por Deus. Isaías, 44:26-28 nos diz:

26 Sou eu que confirmo a palavra do meu servo, e cumpro o conselho dos meus mensageiros; que digo de Jerusalém: Ela será habitada; e das cidades de Judá: Elas serão edificadas, e eu levantarei as suas ruínas;
27 que digo ao abismo: Seca-te, eu secarei os teus rios;
28 que digo de Ciro: Ele é meu pastor, e cumprira tudo o que me apraz; de modo que ele também diga de Jerusalém: Ela será edificada, e o fundamento do templo será lançado."
    
Ciro, o Grande

As palavras de Ciro, rei dos medos e dos persas são diferentes,  contrastantes, com o que se ouve hoje a respeito dos líderes iranianos.
    A Palavra de Deus continua dizendo assim:
"Assim diz o Senhor ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis; para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão;
2 eu irei adiante de ti, e tornarei planos os lugares escabrosos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro.
3 Dar-te-ei os tesouros das trevas, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chamo pelo teu nome.
4 Por amor de meu servo Jacó, e de Israel, meu escolhido, eu te chamo pelo teu nome; ponho-te o teu sobrenome, ainda que não me conheças." Consulte (Isaías 45:1, 3-6).
Tumba de Ciro, o Grande.






segunda-feira, 21 de maio de 2012

O Livro de Ester e o Futuro do Oriente Médio - Parte 01


O mundo inteiro está em suspense diante da expectativa de uma iminente guerra entre o Irã e a nação israelita. O que podemos esperar com o desencadear deste conflito? Existe alguma chave, algum meio que nos faça entender o drama que o mundo observa perplexo
sem entender sua origem? Como se explica o profundo contraste na relação entre o Irã e Israel, antes e após a derrocada do Xá do Irã em 1979? Será um assunto apenas religioso?


    Por estranho que possa parecer, as raízes das grandes tensões atualmente entre os governos do Irã e de Israel, remontam a uma época em que o Islamismo nem sonhava de existir. Trata-se de um conflito familiar que se perpetuou ao longo dos séculos e chegou aos nossos dias.
 Felizmente existe uma fonte única  sobre a face da terra que provê todos os elementos necessários para indentificar e entender tal conflito.
    Nem os governantes das nações, nem os experts em geopolítica logram entender o drama do Oriente Médio, e muito menos seu desfecho final. Porque não acreditam na Bíblia, na Palavra de Deus. A Bíblia é a única fonte fidedigna que nos permite entender a origem, o caráter e o destino dos povos.
    Mais uma vez fazemos a mesma pergunta: Como explicar o giro de 180 graus ocorrido no Irã no que se refere as suas relações com Israel, com os Estados Unidose vários países europeus depois da queda do Xá do Irã?
 
Xá Mohammad Reza Pahlevi

O ex-Xá Mohammad Reza Pahlevi considerava-se um herdeiro e sucessor dos antigos reis do império persa. As estatísticas indicam que grande parte da população atual do Irã é de origem persa.
A história e a Bíblia nos ensinam que o povo persa não era inimigo dos judeus. O que a grande maioria ignora completamente é que desde a queda do Xá o poder no Irã caiu nas mãos de uma minoria que não tem origem persa.
 

Quem é essa minoria? Antes de responder a esta pergunta fundamental, analisemos por um momento o que nos diz o registro bíblico sobre a relação entre judeus e persas desde a antiguidade.
    No que constitue uma das profecias mais assombrosas da Bíblia, Deus predisse o surgimento do Império Medo-Persa, muito antes do aparecimento do Império  Babilônico, o qual havia de conquistar os persas mais tarde.
Ora, o mais impressionante é que Deus chamou pelo nome o fundador do Império Medo-persa 150 anos antes do seu nascimento.


(Para aumentar a fonte clique Ctrl +)


Tradução livre.
Fonte: http://www.mundomanana.org/articulos/el-libro-de-ester-y-el-futuro-del-medio-oriente-a109

(Continua na parte 02)

Texturas e Brushes para Photoshop

EU RECOMENDO ESTE SITE


DIVERSOS BRUSHES E TEXTURAS PARA DETONAR NO PHOTOSHOP!
Não deixe de fazer uma visita!

Grunge Brushes Noção (24 pincéis)













e baixe este e outros brushes (pincéis) e texturas para turbinar o seu photoshop!

Styles Photoshop CS5 / CS6 download



Pacote com centenas de Styles para Photoshop em um único arquivo completo. Ideal para todos aqueles que utilizam o Photoshop e deseja dar um toque especial em seus trabalhos.

Requisitos: Photoshop CS5 ou CS6 e CC (32/64 bit)
Como instalar: Extraia e dê dois cliques no arquivo extraído.



sexta-feira, 18 de maio de 2012

3D Studio Max - Teclas de Atalho - Parte 01





Download grátis agora e aprenda rápido todas 
as teclas de atalho do poderoso editor 3D Studio Max!



Parte 01


                                             



Download - Parte 02





terça-feira, 15 de maio de 2012

Gregg Braden: Código ou Efeito Isaias


Gregg Braden: Código o Efecto IsaiasOs militares queria saber até que distancia poderia separar o doador do seu DNA, e continuar observando este efeito. Distante 80 Km e não observaram lapso de tempo ou atraso na transmissão... Continue lendo neste slide.

Photomusictherapy - parte 01



Eu reuni diversas fotos de aves e pássaros e criei este slideshow, que pode ser usado pelos musicoterapeutas na busca pela cura interior.
O termo fotomusicoterapia foi criado por mim apenas como título fantasia para este slideshow não implicando em técnicas ou estudos científicos.

Photomusictherapy - parte 02



Eu reuni diversas fotos de aves e pássaros e criei este slideshow, que pode ser usado pelos musicoterapeutas na busca pela cura interior.
O termo fotomusicoterapia foi criado por mim apenas como título fantasia para este slideshow não implicando em técnicas ou estudos científicos.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Quando Somos Persistentes?



Persistência, palavra chave para o sucesso


Amor para sempre

As dificuldades aparecem na vida de todos nós.

O mais importante é lidar com os momentos difíceis,

poder com as mudanças e superar o problema até chegar ao outro lado em que o sol ainda está brilhando só para você.

Céu azul
É preciso ser uma pessoa forte para lidar com as dificuldades e as escolhas difíceis. Mas você é uma pessoa forte. É preciso coragem. Mas você tem a coragem interior necessária para sobreviver. É preciso ser o ator principal da sua vida. Mas você está no banco do motorista e pode determinar a direção que você quer tomar.
Persista... e tome cuidado para que você não perca
de vista a única coisa que é constante, bonita e verdadeira;

Tudo vai terminar bem - e será assim porque você
é uma pessoa especial.
Então... a partir de hoje e por toda a vida - persista sempre e não tenha medo de sentir que o sol está brilhando...
só para você.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

STC – Sistema de Trabalho em Casa… será?


Que tal ganhar R$600 por mês trabalhando em casa nas horas vagas? Só nas horinhas vagas, um trabalho leve que você pode fazer naquele horário em que assistia ao Superpop. É uma boa proposta? Então que tal ganhar R$800 pelo mesmo trabalho? Você terá que trabalhar um pouco mais, talvez tenha que perder a novela das oito e mais o Superpop, mas são R$800 a mais no final do mês. Topa? Ok, então vamos aumentar as apostas, que tal trabalhar nas suas horas vagas ganhando R$1.500 por mês de renda extra, e mais, podendo ganhar um notebook e ajuda de custo? E se eu te falar que o trabalho consiste apenas em envelopar e enviar cartas? Não parece uma proposta absurda e tentadora demais pra ser verdadeira ou legitima? Pois é exatamente essa a proposta das empresas de mala direta que utilizam o sistema de marketing multinível, e dentre essas várias empresas que espalham seus anúncios no Google está a STC (Sistema de Trabalho em Casa), que será esmerilhada nesse artigo.

Quer trabalhar em casa?

No final da década passada quando Pink e Cérebro iniciaram o Google, a plataforma principal nos planos de dominação global de Cérebro, jamais conseguiríamos imaginar que anos mais tarde eles criariam o Adsense, aqueles anúncios que aparecem em quase todos os sites oferecendo bugigangasprodutos relacionados ao conteúdo do site. Por exemplo, navegando em sites sobre flores os anúncios serão sobre floriculturas, ou sobre onde comprar tulipas com desconto camarada, e coisas do gênero. Se você estiver precisando de uma grana extra e procurar por “trabalho em casa” no Google, eis que surgirão vários anúncios oferecendo centenas, e às vezes milhares, de reais a pessoas interessadas num trabalho em casa envelopando cartas, de vez em quando fazendo menções obscuras a malas diretas, e na maioria dos casos oferecendo até notebooks aos interessados. Nessas horas você deve lembrar dos conselhos de vovó que diziam pra desconfiar quando a esmola é demais, mas por outro lado você reluta, já que hoje em dia o mundo dos negócios mudou e trabalhar 8 horas por dia aguentando um patrão, ou quebrar pedras no sol de 40º não são mais as duas únicas opções pra conseguir o mingau de cada dia. Você já deve ter ouvido falar em marketing multinível, e ganhar algumas centenas de reais de renda extra trabalhando como um envelopador maluco não levanta suspeitas. O que vem à sua mente lendo o seguinte anúncio?
Gostou? Melhor que essa proposta só a Cléo Pires
Gostou? Melhor que isso só a Cléo Pires
Na minha mente só vem uma imagem: eu sentadão no sofá com um copo de café, vendo TV e envelopando cartas, afinal de contas é só abrir o envelope, botar a papelada pra dentro do envelope, passar uma colinha pra fechá-lo, fechá-lo e correr pro abraço. Por que diabos uma empresa me pagaria mais de R$1.000 por mês pra fazer esse tipo de trabalho em casa e por apenas 3 horas por dia? Por que contratar um ser humano pra um trabalho que até um chimpanzé faria – e com muito mais eficiência já que chimpanzés não se distraem com TV e comida enquanto trabalham – a preço de banana, literalmente? Por que dar essa oportunidade a você se na China eles devem ter galpões cheios de crianças dispostas a enveloparem o dobro de cartas por um terço do preço? Nem precisa ir até a China, o Brasil está cheio de lugares com potencial para exploração de pessoas em trabalhos manuais com remuneração pifia. Minha bronca nesse momento é para você parar por 30 segundos, e durante esse tempo pensar friamente no anúncio acima, e me responda com sinceridade se tal obra publicitária não suscita as maiores desconfianças nas pessoas mais céticas, e o alento nos mais ingênuos e necessitados de uma grana extra? Se mandarmos um email à empresa de MMN na qual o cidadão do anúncio trabalha, com certeza receberemos – se recebermos – uma resposta insossa alegando que a empresa não é responsável por anúncios isolados de seus representantes, afinal de contas as empresas de MMN nunca são responsáveis por nada, a culpa sempre é do distribuidor, exceto quando esse distribuidor é um medalhão da empresa que ficou rico, mas para os pobres mortais que estão na base a empresa pouco se importa.

Como funciona o Sistema de Trabalho em Casa?

Até agora não dei explicações detalhadas sobre como funciona o STC, apenas quis mostrar ao leitor que boa coisa não podemos esperar de um negócio que começa prometendo mundos e fundos, e pior, já carregando sobre si o pesado fardo da propaganda negativa que existe sobre os sistemas de marketing multinível. Pois bem, imagine que você resolveu procurar por um trabalho extra nas horas vagas, mas já conhece Herbalife e demais empresas e decidiu que não quer se envolver com elas. Tudo bem, você mora num país livre, mas você ainda não está convencido que o sistema de marketing multinível seja lá tão ineficiente na distribuição de ganhos, você ainda acredita que é possivel ganhar dinheiro em alguma empresa de MMN mesmo não sendo pioneiro. Tudo bem novamente, você mora num país livre, e como nossa legislação não proibe a atividade de MMN você resolve procurar por uma atividade extra, tendo em mente que está disposto a trabalhar com MMN se a proposta lhe agradar. Você acessa o Google – o Oráculo da Matrix aos mais chegados – e descobre um site bacana oferecendo uma oportunidade de ganhos extras para trabalhar com mala direta e envelopando “cartas” nas horas vagas. Repare que utilizei aspas, em breve você saberá o motivo, mas um dos motivos é que, ao contrário dos anúncios que você irá encontrar, eu não gosto de mentir ao público.
Pois bem, com sorte o site fornecerá algum formulário para posterior contato via email, se você não estiver num dia de sorte com certeza encontrará um telefone para contato, e se estiver num péssimo dia a ligação será interurbana. Mas tudo bem, afinal de contas as despesas com ligações irão valer a pena, depois de tudo você estará participando de um negócio em casa que lhe proverá uma bela renda extra. Será?
O calvário dos interessados em trabalhar com a STC começa agora, você entra em contato com a empresa, ou melhor dizendo, com a pessoa do anúncio que você respondeu, teu futuro patrocinador, e depois de muita enrolação – coisa incomum no mercado multinível – vem a primeira boa noticia: é necessário desembolsar R$30 para receber uma apostila com o material informativo para que você comece a labuta. Eu já estou vendo o pessoal da STC choramingando nos comentários, falando que esses R$30 devem ser considerados um investimento, pois bem, pra não cansar minha beleza já deixo aqui a definição de “investimento”, e perceba que esses R$30 no registro contábil de qualquer empresa – exceto talvez nas empresas do Kiko e do Chavez – entrariam na coluna de “despesas”, não na de “investimentos”. Mas não vamos discutir com os empreendedores do MMN, por algum milagre alguns deles tornam-se lendas vivas do mundo empresarial após meia dúzia de reuniões motivacionais, e três livros do Lair Ribeiro.
Quem está na chuva é pra se molhar, e você resolve pagar os R$30 pra receber sua apostila. Nesse ponto a história ganha um final alternativo, alguns recebem suas apostilas e continuam a trama, outros nem sequer recebem a apostila, e acabam enchendo aqueles sites que foram feito para os consumidores exercitarem a arte de reclamar. Vamos manter o otimismo, vamos dar crédito à pessoa que fez o anúncio, e portanto você paga os R$30 e recebe a apostila. Bem, aqui vem a segunda boa noticia: a apostila será mandada num Sedex a cobrar, e pode te custar uns R$10 adicionais. Repare que a trama está ficando cada vez mais interessante, você começou procurando uma oportunidade de renda extra e já desembolsou mais de R$30 só pra receber uma apostila, a coisa toda já está parecendo aquelas histórinhas d’Os Trapalhões, mai vamo lá, psit.

Recebi minha apostila, e agora?

Agora é a hora de outra noticia maravilhosa: você precisa pagar mais R$99 pra entrar no programa da STC. Mas temos duas boas noticias: a primeira é que os R$99 podem ser parcelados em três vezes, e a segunda boa noticia é que você precisa pagar essa taxa apenas uma vez. Uau! Viu só como eles são camaradas?
Se você não é adepto daquela magnifica ciência chamada matemática, quero lhe informar que suas despesas até agora contabilizam mais de R$75. Você só queria uma renda extra e já desembolsou quase um terço de salário minimo em material informativo e inscrição, e não ganhou um tostão até agora – você trabalhou como chefe de investimentos em algum daqueles bancos que faliram recentemente?
Os gastos não param por aqui, meu amigo, pois agora vem o xeque-mate que vai dobrar suas despesas até o momento, pois são necessários mais R$80 para que você receba – finalmente! – o primeiro de lote de materiais, e enfim, possa começar a labuta. Não precisa ter acesso aos supercomputadores da NASA pra saber que até o presente momento você desembolsou mais de R$155, e não ganhou nem um tostão furado. Você gastou quase meio salário minimo e nem sequer começou a labuta. Tem algo errado nessa cumbuca, não tem, meu amigo?

Agora tenho tudo às mãos, como ganhar dinheiro na STC?

Você deve estar com um nó na cabeça se chegou até aqui, pois como pôde gastar mais de R$155,00 numa atividade que deveria lhe prover renda extra? Não é estranho tudo isso? Pois bem, como recuperar agora todo o dinheiro investido e finalmente começar a lucrar na STC? Agora vem a parte mais chocante, que é tão impressionante que parece até truque de ilusionista. Por falar em ilusionista, deixe-me chamar ele que foi o maior ilusionista dos últimos tempos, pra me ajudar a explicar como funciona o truque da STC. Com vocês, David Copperfield:
David Copperfield desvendando o esquema da STC
David Copperfield desvendando o esquema da STC
Pois bem, meu chapa, sabe o que você precisa fazer pra ganhar dinheiro na STC? Lembra como você chegou à STC? Provavelmente através de um anúncio, e nesse anúncio você entrou em contato com uma pessoa que lhe vendeu as apostilas. Então a partir de agora, pra você ganhar dinheiro na STC, terá que fazer a mesma coisa, ou seja, encontrar pessoas que passem pelo mesmo calvário que você, pessoas que investirão os R$30 pra depois descobrirem que precisam investir mais R$99, e que depois descobrem a necessidade de mais R$80, e que por fim descobrem que foram vítimas de, no mínimo, propaganda enganosa. Volte no inicio do texto e releia o anúncio que lhe fisgou, o anúncio prometia um trabalho como envelopador – alguns prometem como etiquetador – e nesse momento se você tinha esperanças de passar o dia todo vendo TV e envelopando cartas, péssimas noticias, pra lucrar você precisa trazer mais incautos para o sistema, que no fim investem dinheiro em absolutamente nada! Eu andei conversando com um velho amigo sobre isso, um cara muito esperto por sinal, e olha a conclusão em que ele chegou:
Não precisa ser o cara da foto pra perceber o golpe da STC
Não precisa ser o cara da foto pra perceber o golpe da STC
Exato, meu camarada, e olha que você nem precisa ser um Albert Einstein pra sacar que a STC é o que existe de mais próximo de pirâmide financeira, pois, diferente das demais empresas de MMN tratadas nesse blog, a STC sequer comercializa um produto ou serviço, eles simplesmente recrutam, recrutam e recrutam. E se alguém me disser que as apostilas e baboseiras promocionais que eles empurram é o produto, eu juro que darei respostas tão estúpidas e agressivas que entrarão para a história da blogosfera brasileira. Qual é o produto ou serviço comercializado pela STC? A única maneira de recuperar o investimento é colocando mais pessoas no esquema. No entanto como não temos qualquer legislação minimamente respeitável no que diz respeito a MMN, é possivel que esquemas como o da STC sequer sejam categorizados como pirâmide.
Se você se sente confortável com a idéia de sair por ai recrutando pessoas pra um negócio que sequer tem um produto ou serviço por trás, problema seu, o nosso alerta está dado. E que venham os defensores da STC com seus argumentos surrados e irrisórios tentando defender o indefensável, pois eu pelo menos não serei condenscente com esse pessoal – a menos que provem que estou enganado sobre a STC -, já que estamos diante de um caso claro de pirâmide onde não existe produto ou serviço sendo comercializado. Na Noruega eu seria condecorado como cidadão honorário que alerta seus compatriotas para golpes contra o consumidor, aqui só terei que aguentar um monte de representantes da STC com aquela ladainha de sempre, dizendo que ganham dinheiro com o negócio, que a empresa paga direitinho e bla bla bla. Isso não me interessa, o que eu quero saber é onde está o produto ou serviço comercializado pela STC?