quinta-feira, 10 de maio de 2012

STC – Sistema de Trabalho em Casa… será?


Que tal ganhar R$600 por mês trabalhando em casa nas horas vagas? Só nas horinhas vagas, um trabalho leve que você pode fazer naquele horário em que assistia ao Superpop. É uma boa proposta? Então que tal ganhar R$800 pelo mesmo trabalho? Você terá que trabalhar um pouco mais, talvez tenha que perder a novela das oito e mais o Superpop, mas são R$800 a mais no final do mês. Topa? Ok, então vamos aumentar as apostas, que tal trabalhar nas suas horas vagas ganhando R$1.500 por mês de renda extra, e mais, podendo ganhar um notebook e ajuda de custo? E se eu te falar que o trabalho consiste apenas em envelopar e enviar cartas? Não parece uma proposta absurda e tentadora demais pra ser verdadeira ou legitima? Pois é exatamente essa a proposta das empresas de mala direta que utilizam o sistema de marketing multinível, e dentre essas várias empresas que espalham seus anúncios no Google está a STC (Sistema de Trabalho em Casa), que será esmerilhada nesse artigo.

Quer trabalhar em casa?

No final da década passada quando Pink e Cérebro iniciaram o Google, a plataforma principal nos planos de dominação global de Cérebro, jamais conseguiríamos imaginar que anos mais tarde eles criariam o Adsense, aqueles anúncios que aparecem em quase todos os sites oferecendo bugigangasprodutos relacionados ao conteúdo do site. Por exemplo, navegando em sites sobre flores os anúncios serão sobre floriculturas, ou sobre onde comprar tulipas com desconto camarada, e coisas do gênero. Se você estiver precisando de uma grana extra e procurar por “trabalho em casa” no Google, eis que surgirão vários anúncios oferecendo centenas, e às vezes milhares, de reais a pessoas interessadas num trabalho em casa envelopando cartas, de vez em quando fazendo menções obscuras a malas diretas, e na maioria dos casos oferecendo até notebooks aos interessados. Nessas horas você deve lembrar dos conselhos de vovó que diziam pra desconfiar quando a esmola é demais, mas por outro lado você reluta, já que hoje em dia o mundo dos negócios mudou e trabalhar 8 horas por dia aguentando um patrão, ou quebrar pedras no sol de 40º não são mais as duas únicas opções pra conseguir o mingau de cada dia. Você já deve ter ouvido falar em marketing multinível, e ganhar algumas centenas de reais de renda extra trabalhando como um envelopador maluco não levanta suspeitas. O que vem à sua mente lendo o seguinte anúncio?
Gostou? Melhor que essa proposta só a Cléo Pires
Gostou? Melhor que isso só a Cléo Pires
Na minha mente só vem uma imagem: eu sentadão no sofá com um copo de café, vendo TV e envelopando cartas, afinal de contas é só abrir o envelope, botar a papelada pra dentro do envelope, passar uma colinha pra fechá-lo, fechá-lo e correr pro abraço. Por que diabos uma empresa me pagaria mais de R$1.000 por mês pra fazer esse tipo de trabalho em casa e por apenas 3 horas por dia? Por que contratar um ser humano pra um trabalho que até um chimpanzé faria – e com muito mais eficiência já que chimpanzés não se distraem com TV e comida enquanto trabalham – a preço de banana, literalmente? Por que dar essa oportunidade a você se na China eles devem ter galpões cheios de crianças dispostas a enveloparem o dobro de cartas por um terço do preço? Nem precisa ir até a China, o Brasil está cheio de lugares com potencial para exploração de pessoas em trabalhos manuais com remuneração pifia. Minha bronca nesse momento é para você parar por 30 segundos, e durante esse tempo pensar friamente no anúncio acima, e me responda com sinceridade se tal obra publicitária não suscita as maiores desconfianças nas pessoas mais céticas, e o alento nos mais ingênuos e necessitados de uma grana extra? Se mandarmos um email à empresa de MMN na qual o cidadão do anúncio trabalha, com certeza receberemos – se recebermos – uma resposta insossa alegando que a empresa não é responsável por anúncios isolados de seus representantes, afinal de contas as empresas de MMN nunca são responsáveis por nada, a culpa sempre é do distribuidor, exceto quando esse distribuidor é um medalhão da empresa que ficou rico, mas para os pobres mortais que estão na base a empresa pouco se importa.

Como funciona o Sistema de Trabalho em Casa?

Até agora não dei explicações detalhadas sobre como funciona o STC, apenas quis mostrar ao leitor que boa coisa não podemos esperar de um negócio que começa prometendo mundos e fundos, e pior, já carregando sobre si o pesado fardo da propaganda negativa que existe sobre os sistemas de marketing multinível. Pois bem, imagine que você resolveu procurar por um trabalho extra nas horas vagas, mas já conhece Herbalife e demais empresas e decidiu que não quer se envolver com elas. Tudo bem, você mora num país livre, mas você ainda não está convencido que o sistema de marketing multinível seja lá tão ineficiente na distribuição de ganhos, você ainda acredita que é possivel ganhar dinheiro em alguma empresa de MMN mesmo não sendo pioneiro. Tudo bem novamente, você mora num país livre, e como nossa legislação não proibe a atividade de MMN você resolve procurar por uma atividade extra, tendo em mente que está disposto a trabalhar com MMN se a proposta lhe agradar. Você acessa o Google – o Oráculo da Matrix aos mais chegados – e descobre um site bacana oferecendo uma oportunidade de ganhos extras para trabalhar com mala direta e envelopando “cartas” nas horas vagas. Repare que utilizei aspas, em breve você saberá o motivo, mas um dos motivos é que, ao contrário dos anúncios que você irá encontrar, eu não gosto de mentir ao público.
Pois bem, com sorte o site fornecerá algum formulário para posterior contato via email, se você não estiver num dia de sorte com certeza encontrará um telefone para contato, e se estiver num péssimo dia a ligação será interurbana. Mas tudo bem, afinal de contas as despesas com ligações irão valer a pena, depois de tudo você estará participando de um negócio em casa que lhe proverá uma bela renda extra. Será?
O calvário dos interessados em trabalhar com a STC começa agora, você entra em contato com a empresa, ou melhor dizendo, com a pessoa do anúncio que você respondeu, teu futuro patrocinador, e depois de muita enrolação – coisa incomum no mercado multinível – vem a primeira boa noticia: é necessário desembolsar R$30 para receber uma apostila com o material informativo para que você comece a labuta. Eu já estou vendo o pessoal da STC choramingando nos comentários, falando que esses R$30 devem ser considerados um investimento, pois bem, pra não cansar minha beleza já deixo aqui a definição de “investimento”, e perceba que esses R$30 no registro contábil de qualquer empresa – exceto talvez nas empresas do Kiko e do Chavez – entrariam na coluna de “despesas”, não na de “investimentos”. Mas não vamos discutir com os empreendedores do MMN, por algum milagre alguns deles tornam-se lendas vivas do mundo empresarial após meia dúzia de reuniões motivacionais, e três livros do Lair Ribeiro.
Quem está na chuva é pra se molhar, e você resolve pagar os R$30 pra receber sua apostila. Nesse ponto a história ganha um final alternativo, alguns recebem suas apostilas e continuam a trama, outros nem sequer recebem a apostila, e acabam enchendo aqueles sites que foram feito para os consumidores exercitarem a arte de reclamar. Vamos manter o otimismo, vamos dar crédito à pessoa que fez o anúncio, e portanto você paga os R$30 e recebe a apostila. Bem, aqui vem a segunda boa noticia: a apostila será mandada num Sedex a cobrar, e pode te custar uns R$10 adicionais. Repare que a trama está ficando cada vez mais interessante, você começou procurando uma oportunidade de renda extra e já desembolsou mais de R$30 só pra receber uma apostila, a coisa toda já está parecendo aquelas histórinhas d’Os Trapalhões, mai vamo lá, psit.

Recebi minha apostila, e agora?

Agora é a hora de outra noticia maravilhosa: você precisa pagar mais R$99 pra entrar no programa da STC. Mas temos duas boas noticias: a primeira é que os R$99 podem ser parcelados em três vezes, e a segunda boa noticia é que você precisa pagar essa taxa apenas uma vez. Uau! Viu só como eles são camaradas?
Se você não é adepto daquela magnifica ciência chamada matemática, quero lhe informar que suas despesas até agora contabilizam mais de R$75. Você só queria uma renda extra e já desembolsou quase um terço de salário minimo em material informativo e inscrição, e não ganhou um tostão até agora – você trabalhou como chefe de investimentos em algum daqueles bancos que faliram recentemente?
Os gastos não param por aqui, meu amigo, pois agora vem o xeque-mate que vai dobrar suas despesas até o momento, pois são necessários mais R$80 para que você receba – finalmente! – o primeiro de lote de materiais, e enfim, possa começar a labuta. Não precisa ter acesso aos supercomputadores da NASA pra saber que até o presente momento você desembolsou mais de R$155, e não ganhou nem um tostão furado. Você gastou quase meio salário minimo e nem sequer começou a labuta. Tem algo errado nessa cumbuca, não tem, meu amigo?

Agora tenho tudo às mãos, como ganhar dinheiro na STC?

Você deve estar com um nó na cabeça se chegou até aqui, pois como pôde gastar mais de R$155,00 numa atividade que deveria lhe prover renda extra? Não é estranho tudo isso? Pois bem, como recuperar agora todo o dinheiro investido e finalmente começar a lucrar na STC? Agora vem a parte mais chocante, que é tão impressionante que parece até truque de ilusionista. Por falar em ilusionista, deixe-me chamar ele que foi o maior ilusionista dos últimos tempos, pra me ajudar a explicar como funciona o truque da STC. Com vocês, David Copperfield:
David Copperfield desvendando o esquema da STC
David Copperfield desvendando o esquema da STC
Pois bem, meu chapa, sabe o que você precisa fazer pra ganhar dinheiro na STC? Lembra como você chegou à STC? Provavelmente através de um anúncio, e nesse anúncio você entrou em contato com uma pessoa que lhe vendeu as apostilas. Então a partir de agora, pra você ganhar dinheiro na STC, terá que fazer a mesma coisa, ou seja, encontrar pessoas que passem pelo mesmo calvário que você, pessoas que investirão os R$30 pra depois descobrirem que precisam investir mais R$99, e que depois descobrem a necessidade de mais R$80, e que por fim descobrem que foram vítimas de, no mínimo, propaganda enganosa. Volte no inicio do texto e releia o anúncio que lhe fisgou, o anúncio prometia um trabalho como envelopador – alguns prometem como etiquetador – e nesse momento se você tinha esperanças de passar o dia todo vendo TV e envelopando cartas, péssimas noticias, pra lucrar você precisa trazer mais incautos para o sistema, que no fim investem dinheiro em absolutamente nada! Eu andei conversando com um velho amigo sobre isso, um cara muito esperto por sinal, e olha a conclusão em que ele chegou:
Não precisa ser o cara da foto pra perceber o golpe da STC
Não precisa ser o cara da foto pra perceber o golpe da STC
Exato, meu camarada, e olha que você nem precisa ser um Albert Einstein pra sacar que a STC é o que existe de mais próximo de pirâmide financeira, pois, diferente das demais empresas de MMN tratadas nesse blog, a STC sequer comercializa um produto ou serviço, eles simplesmente recrutam, recrutam e recrutam. E se alguém me disser que as apostilas e baboseiras promocionais que eles empurram é o produto, eu juro que darei respostas tão estúpidas e agressivas que entrarão para a história da blogosfera brasileira. Qual é o produto ou serviço comercializado pela STC? A única maneira de recuperar o investimento é colocando mais pessoas no esquema. No entanto como não temos qualquer legislação minimamente respeitável no que diz respeito a MMN, é possivel que esquemas como o da STC sequer sejam categorizados como pirâmide.
Se você se sente confortável com a idéia de sair por ai recrutando pessoas pra um negócio que sequer tem um produto ou serviço por trás, problema seu, o nosso alerta está dado. E que venham os defensores da STC com seus argumentos surrados e irrisórios tentando defender o indefensável, pois eu pelo menos não serei condenscente com esse pessoal – a menos que provem que estou enganado sobre a STC -, já que estamos diante de um caso claro de pirâmide onde não existe produto ou serviço sendo comercializado. Na Noruega eu seria condecorado como cidadão honorário que alerta seus compatriotas para golpes contra o consumidor, aqui só terei que aguentar um monte de representantes da STC com aquela ladainha de sempre, dizendo que ganham dinheiro com o negócio, que a empresa paga direitinho e bla bla bla. Isso não me interessa, o que eu quero saber é onde está o produto ou serviço comercializado pela STC?

Nenhum comentário:

Postar um comentário