segunda-feira, 27 de abril de 2009

As Cores Falam

A Personalidade das Cores



As cores são como seres vivos independentes. Elas tem sua própria linguagem e personalidade própria. Nós as observamos arraigadas numa paisagem de outono ou num abstrato e elas parecem nos dizer: "Ei eu estou aqui!" Através dos tons claros ou escuros elas transmitem-nos suas mensagens. Têm o dom de penetrar-nos no mais profundo de nossa alma, são como deuses conhecendo o bem e o mal, conduzem nosso ser para onde querem e nos manobram e interagem junto conosco como querem. Usam a luz como veículo para se locomoverem e os nossos olhos são sua porta de entrada para o nosso lugar mais recôndito e sublime: o nosso espírito, onde fluem poderosos nossos pensamentos, emoções e sentimentos. Elas às vezes são descontraídas, sóbrias, alegres; ora tristes e melancólicas. São como sinalizadoras do nosso universo psicológico, e revestem nossas emoções com seus tons puros e às vezes parecem nos indicar um caminho, o caminho da luz, pois só através desta e que podemos contemplar toda a grandeza deste universo colorido que o Criador nos pintou. O universo, o mundo, o cosmo é a galeria de Deus e as suas obras não se podem avaliar, pois são eternamentes imortais.

Verde: É difícil olharmos para esta cor e não nos lembrarmos do que é material, natural. Ela nos remete à lembrança da prória natureza, das plantas, da água, dos animais... enfim, tudo o que diz respeito aos reinos existentes na terra. É também um símbolo da esperança, do que é futuro, vindouro, "o verde-esperança". Dependendo do tom claro ou escuro ela cria em nós sentimentos alegres ou tristes, de solidão ou abandono, e às vezes de frieza e indiferentismo. Mas ela também simboliza isto mesmo, a vida, a natureza em todo seu potencial. Remete-nos à criação, aos fundamentos das coisas. Na "frieza" desta cor pode ocultar-se também a explosão, a energia, as metamorfoses do existir, do ser, a eterna evolução dos ciclos da vida. A-propósito, a cor da terra é verde e não azul como mencionaram o astronauta Iúri Gagárin a bordo da nave Vostok em abril de 1961. Este azul é apenas um véu fluídico que a recobre.
Azul: Azul e ser formal. É espiritual, trancendental, celestial. Leva-nos às profundezas mais abstratas do ser, do existir, apontando um caminho para o eterno, o sobrenatural. Afinal, é assim que Deus ver até o próprio planetas dos homens do alto da sua morada: azul. Esta cor nos introduz noutra dimensão onde parece que tudo está plácido, realizado, planificado, calmo. Um lugar "onde tudo é azul".
Vermelho: Força criativa, energia em evolução, força, poder, dominação. O vermelho simboliza tudo o que se refere a ação e movimento. É a cor substancial da vida. Não é por acaso que o nosso sangue é vermelho. Se o verde é a cor do futuro, o vermelho nos condiciona ao presente, ao agora, a ação presente, ao corre-corrre da vida. Até os vendavais de areia dos desertos e ao burburinho que energiza as grandes metrópolis do mundo. Apesar de tudo isso, esta cor também tem o carisma de nos induzir ao que é sombrio, escuro, mortal e diabólico. O diabo é vermelho, a morte é vermelha, queima, destrói como fogo, que é vermelho e quente.
Amarelo: A cor da tristeza, da angústia, do desespero. Quando olhamos para um livro já afetado pelo tempo dizemos: "Este livro é tão velho que já as suas folhas estão amareladas". No livro de Apocalipse 7:8 lemos a respeito de um cavalo amarelo cujo cavaleiro é a própria Morte seguida pelo inferno. Mas em contrapartida ela também nos faz recordar atmosferas de luz, vida, vigor, alegria. As cores têm um quê de dupla personalidade, porque somos nós que interagimos com ela e somos seres inteligentes. O amarelo também é a cor da surpresa e do medo: "Fulano ficou amarelo quando encontrou-se com a jaguatirica".
Violeta (roxo): A própria sobriedade em pessoa. Uma atmosfera austera e profundamente mística, reflexiva. Esta cor nos leva a todo um sentimento de introspecção, conduz ao profundo da questão. Ela tem o dom de intimidar-nos, despertar em nós sentimentos frios, tristes, melancólicos. Como o amarelo é a cor dos solitários, mas também inspira-nos a meditação, a filosofia, a sabedoria profunda. Sua força tranqüilizante e suavizante representa um idealismo prático imbuído de humildade.


Seja um afiliado! Ganhe comissões por vendas de cursos! 
Acesse:

sexta-feira, 24 de abril de 2009


Meus Abstratos

Verticore

domingo, 19 de abril de 2009

Junto de Ti, Senhor







Distante de Ti a Luz é Escuridão,

O Dia torna-se triste como a Morte;

Já não há mais rumo para o Norte.

Aonde via-se Vida há Destruição.



Longe de TI, Senhor, há Maldição.

Torna-se Fraco alguém que era Forte;

Torna-se incerta agora a sua Sorte,

Tomba ferido o amargo Coração.



Junto de Ti, indubitavelmente,

Canta Alegre o Triste que chorava,

Confia em Ti o que d'antes foi descrente;



Já não existe o que sozinho estava;

Junto de Ti um Coração dormente

Outra vez desperto te louvava.

sábado, 18 de abril de 2009

Abstratos

A Morte da Floresta

Bantos e Sudaneses



Hoje eles são disfarçados,

Mas no geral são iguais.

À mesma faina forçados

Dentro dos canaviais;

- Bantos e sudaneses,

Jamais fostes libertados!


Ainda sois açoitados

No tronco do preconceito,

Á escravidão amarrados,

Sugado o vosso direito.

-Bantos e sudaneses,

Jamais fostes libertados!


Do mesmo barro formados,

Ó negros sois! Não temais,

Pois somos todos criados

Dentro de canaviais.

-Bantos e sudaneses,

Nós somos todos iguais!







sexta-feira, 17 de abril de 2009

Meus Abstratos

Sem título

Bio Download: TwistedBrush Pro Studio v15.68


TwistedBrush Pro Studio é um software de pintura artística com ferramentas naturais completas, sem a complexidade de outros programas de arte. O programa é fácil de usar, seu trabalho é automaticamente salvo assim quem você muda de página. A interface foi projetada com progressão natural de uso e você pode regular o sistema para trabalhar numa peça específica.TwistedBrush é uma coleção de pincéis naturais para pintura de tons médios e aquarelas, óleo, acrílico, pastéis, lápis, canetas e litografia. Suporta efeitos e refinamento de pincéis, papéis, filtros, geração de pincéis aleatórios, scripts e conjuntos completos artísticos.Esta versão conta com reversão de valores de pressão e efeitos, texturas, superfícies, filtros, combinações de planos de fundo e muito mais.
Servidor: EasyShare/RapidShareEstilo: Edição de ImagemDesenvolvedor: PixarraTamanho: 14.1 MBFormato: RarIdioma: Inglês
This posting includes an audio/video/photo media file:
Download Now

















segunda-feira, 6 de abril de 2009

Meus Abstratos

Abandonado

Quando eu te encontrei sozinho estavas.
Percebi sobre a tua cabeça inerte
Uma coroa de espinhos agudos.
Quando olhei ao redor haviam fugido
Todos quanto reclinaram-se ao teu peito.
Antes saciastes uma multidão;
Agora és reducto de fome e sede.
E onde a dor e a morte se alojaram.
Antes, o rei; hoje, o servo
Repartido entre a morte e o desespero.
Antes eras príncipe de príncipes;
Agora, escravo da solidão.
Procuro alguém que console tua alma
E que venha fartar-te de pão e vinho...
Eras tão grande e agora tão pequeno;
Eras tão forte e de repente fostes vulnerável!
Porém, entendo que escolhestes um caminho melhor:
O amor, o qual te fez um vencedor.
Este trouxe vitória e outra vez a coroa da justiça
Foi posta em tua cabeça.
Uma espada de dois gumes
É o teu reinado.
E novamente a avida amanheceu.
Diante das densas trevas e dos homens
Foi anunciado a
Redenção.

domingo, 5 de abril de 2009


                              

                                                        Abstrato em azul e amarelo

A ORIGEM DO POVO HEBREU

Sua Origem


     

                                                 
                                               Mapa de Israel




    A origem do povo hebreu me parece bem diferente do surgimento de outros povos. Não foi por acaso que eles vieram a existir. Houve toda uma trajetória todo um plano traçado para que ele viesse à luz. Tudo começou com um rico abastado habitante da Caldéia numa cidade chamada Ur. Creio que ele não pensava jamais em ser pai de alguma nação, ou coisa parecida. Apenas pensava em levar adiante sua vida de comerciante, ou talvez fosse apenas um homem que queria apenas desfrutar de sua riqueza e multiplicá-la. Cuidava dos seus vários rebanhos de ovelhas, bovinos, camelos e tirava proveito de todas as suas posses. Creio que ele não sonhava tão alto e não queria ir para tão longe da sua terra natal. Mas um dia aconteceu algo que mudaria para sempre o rumo da sua vida. Ele daria uma guinada de noventa graus e seguiria então noutra direção. Algo mais poderoso do que ele, o faria mudar de opinião e seguir na direção apontada por aquela mão onipotente.

                                          
Ruína de Ur dos Caldeus

    Abrão (depois Abraão) certo dia recebeu uma mensagem divina ordenando-lhe que deixasse a terra dos seus pais e partisse para uma terra distante. Ali ele seria pai de uma nação. Pela fé Abrão aceitou o convite e partiu desconhecendo completamente o lugar ao qual se destinava. Reuniu o seu gado e os seus servos e tudo o que pertencia e partiu. Creio que só uma coisa perturbava o coração daquele servo humilde do Todo-Poderoso: a sua esposa era estéril. Como poderia vir a ser "pai de uma multidão"? Mas pela fé ele partiu e estando na terra a qual o Senhor o tinha guiado, milagrosamente a sua esposa Sara lhe deu um filho: Isaque (riso). Este seria a semente de um grande povo e por ele Abrão teria o seu nome mudado. De agora em diante ele seria Abraão (pai de uma multidão). Pela fé ele alcançou de Deus este legado com o qual Deus o abençoou.

A Religião

O povo hebreu deixou um grande legado para a posteridade no que diz respeito à religião. É através deles que hoje conhecemos o Pentateuco, os cinco livros do AT: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e o Deuteronômio, também conhecidos pelo nome de Torá, os quais fazem parte da Bíblia, o livro mais lido do mundo.
Adão e Eva

    Não foram os hebreus que inventaram estes livros. Relatos sobre acontecimentos antiquissimos sobre a fundação do mundo, da criação de Adão e Eva, da torre de Babel, do dilúvio universal, de Nóe... eram passados de boca em boca, os pais contavam aos seus filhos. Um dia sob ordem divina Moisés, o libertador dos hebreus das mãos dos egípcios, escreveu estes relatos e formou um livro, para que estas conhecimentos não se perdessem.
O Judaísmo é a primeira religião monoteísta a surgir no mundo. Atualmente a fé judaica é praticada em várias regiões do mundo, porém é no estado de Israel que se concentra um grande número de praticantes. Os cultos judaicos são realizados num templo chamado de sinagoga e são comandados por um sacerdote conhecido por rabino. O símbolo sagrado do judaísmo é o memorá, candelabro com sete braços.

As Festas Judaicas


                                                     Festa do Purim

As datas das festas religiosas dos judeus são móveis, pois seguem um calendário lunisolar. As principais são as seguintes:
Purim - os judeus comemoram a salvação de um massacre elaborado pelo rei persa Assucro.
Páscoa ( Pessach ) - comemora-se a libertação da escravidão do povo judeu no Egito, em 1300 AC.
Shavuót - celebra a revelação da Torá ao povo de Israel, por volta de 1300 a.C.
Rosh Hashaná - é comemorado o Ano-Novo judaico.
Yom Kipur - considerado o dia do perdão. Os judeus fazem jejum por 25 horas seguidas para purificar o espírito.
Comemoração do Yom Kipur
Sucót - refere-se a peregrinação de 40 anos pelo deserto, após a libertação do cativeiro do Egito.
Chanucá - comemora-se o fim do domínio assírio e a restauração do tempo de Jerusalém.
Simchat Torá - celebra a entrega dos Dez Mandamentos a Moisés.

Costumes

Matérias-primas: Encontramos como alimentos históricos o pão e o vinho. Os Israelitas cultivavam a oliveira, a videira e cereais como o centeio e a cevada. A água não era potável, pelo que o leite, coalhado e até azedo, ocupava um papel muito importante. As hortaliças eram fundamentais e variadas: courgettes, melões, alhos e cebolas. As uvas comiam-se frescas ou como passas, os figos eram alimento fundamental para os soldados. Usavam especiarias como os cominhos para temperar os cozinhados. A carne consumia-se, em geral, em festas, era de cordeiro ou de cabra. A carne de boi ou de animais de engorda estava reservada para as grandes festas e só estava ao alcance dos mais ricos. O vinho estava acessível a todos e era consumido puro.Método de confecção utilizado: cozido.Conhecemos a sua forma de alimentação através de relatos da Bíblia. Nos templos não só se orava, mas também se comia. Guardavam o leite num saco chamado alforge, que era o estômago de uma cabra; de uma forma acidental, com o bater do leite dentro do alforge, descobriram a manteiga. A religião Hebraica era muito restrita no que diz respeito aos alimentos que se podiam consumir. Podiam-se comer bois, vacas, cabras e cordeiros. De entre os peixes podiam-se comer aqueles que tivessem escamas.

(Leia mais em  http://www.culturabrasil.pro.br/povohebreu.htm)






 


sexta-feira, 3 de abril de 2009

Meus abstratos

Fogo Dourado

Meus abstratos

Hobby Francês





Pronomes Indefinidos e Adjetivos




  • Algo: quelque chose; adv.: un peu.

  • Alguém: quelqu'un; personne illustre.

  • Algum: adj.: aucun, quelque.

  • Alheio: d'autrui.

  • Qual: quel; quelle; lequel; lequelle; l'un; l'autre; conj. : tel que.

  • Qualquer: quelconque; quinconque; quelque; chacun.

  • Quando: quand; en cas que; lorsque; comme; quoique; encore que.

  • Quanto: combien de; autant que; combien; autant; tout ce que; adv.: combien; d'autant.

  • Quase: presque; à peu près; quasi; comme; peu s'en faut.

  • Que: qui; que; quoi; adv.: que; hormis; car; que; parce que; s.m.: chose.

  • Quem: qui; celui qui; lequel; quiconque.

  • Quer: ou; soït; bien que.

Advérbios



  • Além: lá; par-delà; au-delà; d l'autre côte;

  • Além disso: en outre.

  • Agora: maintenant; actuellment.

  • Mal: aussitôt que; mal.