segunda-feira, 27 de julho de 2015

O Futuro da Alemanha - Um 4º Reich? - Parte 10




Mais conexões

     O império assírio teve origem na cidade-estado de Asur (Asur era um filho de Sem um dos 3 filhos de Noé. Ver Gn 10: 1-22). Asur era irmão de Arfaxade, um antepassado de Abraão, o fundador da nação hebréia (Gn 11: 10-26). Assim os verdadeiros assírios e os descendentes de Abraão (os israelitas) são povos aparentados. O nome Asur significa "líder" ou "triunfante". Flávio Josefo, historiador do primerio século, disse que os assírios "chegaram a ser a mais vitoriosa das nações" (Antigüedades judías, 1: 6:6). 
     Asur era objeto de culto como considerado "o deus principal da Assíria... o deus da guerra" e se apresentava como uma "deidade solar com um disco alado" (Enciclopedia Británica, Ed. 11). Os heteus empregaram tanto o disco alado como a suástica (Enciclopedia Collier, "Heteus"). A suástica simboliza o Sol, a potência, a energia, o martelo de Thor e o deus do clima e as tormentas (Diccionario de símbolos, Liungman). Os heteus e os assírios também empregavam uma águia bicéfala (com duas cabeças) para simbolizar os deuses do céu: Tormenta, Trovão  e Sol. Estes símbolos reaparecem na cultura alemã, da Prússia e especialmente no terceiro Reich. Os heteus (que foram conquistados e absorvidos pelos assírios) apresentam fortes laços linguisticos e culturais com outras tribus alemãs: os hessianos (mercenários alemães) e os prussianos.
     Ainda mais interessantes são as lendas segundo as quais Tréveris, a cidade mais antiga da Alemanha, foi fundada por Trebeta, filho de um rei assírio chamado Nino, por volta do ano 2.000 antes de Cristo (En tierras alemanas, Bihl). Muitos livros para turistas mencionam a inscrição em um antiga casa perto do mercado de Tréveris, segundo a qual essa colônia assíria foi fundada 1.300 anos antes de Roma. Os escritores árabes da Idade Média também se referem aos alemães como assírios. Podemos demostrar os vínculos entre Alemanha e Assíria e não são assim inverossímeis e imaginárias.


Continua no próximo post...