quinta-feira, 24 de março de 2011

VIVER SEM ANSIEDADE - É POSSÍVEL




O mundo moderno nos trouxe comodidade, facilidades no dia-a-dia, diversas tecnologias jamais imaginadas em qualquer outro século da humanidade. Robôs operam pacientes, máquinas montam outras máquinas, com um simples clic no pc acessamos o que ocorre em dado momento no mundo inteiro.  O avanço em diversas áreas como a agricultura nos trouxe benefícios jamais imaginados noutras épocas. O mundo produz bastante alimentos e a mesa de muitos está cada vez mais farta. Parece que nada ja nos falta inventar e de repente alguém cria algo que nos deixa maravilhados. O que nos falta para sermos felizes e viver uma vida regalada? Infelizmente o mundo moderno também nos trouxe um lado sombrio e estranho. Nas grandes cidades o homem se sente só em meio à multidão. Há corações tristes perambulando pelas ruas das grandes cidades. Corações que se sentem em meio a um deserto que ás vezes não tem mais coragem de prosseguir, por causa de um sol escaldante definhando suas almas. Era de se esperar que esta geração trouxesse paz, alegria satisfação. Mas o que observamos é que muitos estão sem rumo, desmotivados, sombrios, pensativos... ansiosos.

    Mas o que a nossa era não sabe, ou não procura saber é que existe um meio, um caminho que nos conduz a paz e serenidade de espirito. Um caminho pelo qual cantam pássaros alegremente, soprando uma brisa suave, e exalam perfumes exóticos de flores ainda não catalogadas. Sonho? Utopia? Ilusões de mentes doentias e alheias a realidade? Eu afirmo que não! Não precisa ir tão longe para encontrar este caminho. Não precisamos de computadores extravagantemente aperfeiçoados, ou grandes pesquisadores para descobri-lo. Basta olhar ao nosso redor e ele surgirá bem diante dos nossos olhos. Nada de complicado, nada como encontrar um buraco de minhoca, uma outra dimensão, uma supercorda.
Sim. É possível encontrar um caminho para a paz. Ele tem um Nome e certo dia partiu, mas afirmou antes de desaparecer em meio as nuvens que estaria todos os dias conosco e que brevemente retornaria a este mundo. Ele se chama Jesus. Pare um pouco em meio ao caos da nossa sociedade. Deixa que as palavras do profeta galileu ecoem em teus ouvidos e então esta ansiedade retrocederá abrindo lugar para que a esperança inunde o teu coração. Com Jesus é possível viver sem ansiedade neste nosso tão conturbado século.


 

sexta-feira, 18 de março de 2011

VESTIBULAR - VOCÊ AINDA ESTÁ INDECISO? AINDA NÃO ESCOLHEU O SEU RUMO?

GUIA DE PROFISSÕES


22 - Geografia
    Currículo: Estudo da superfície terrestre e sua ocupação pelo homem. Para isso, o profissional precisará de conceitos da disciplinas como Planejamento, Metodologia, Cartografia, e todas as áreas da geografia: Regional, Econômica, Urbana, Agrária,  Humana e e Industrial.
    A carreira: A geografia tem aplicações em vários setores, pois, além dos aspectos físicos, estuda também aspectos sociais, políticos e econômicos, que podem ser utilizados por órgãos governamentais na tentativa de solucionar problemas urbanos por exemplo. O geógrafo atua em áreas de estudo sobre o meio ambiente ou de planejamento territorial.
    Duração do curso: 4 anos.


terça-feira, 15 de março de 2011

HOBBY SILK-SCREEN


tela ainda sem uso


Serigrafia ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada, pela pressão de um rodo, através de uma tela preparada, normalmente de seda ou nailon. A tela é esticada em um bastidor de madeira ou aço.
O processo pode ser utilizado para impressão em variados tipos de materiais (papel, plástico, borracha, madeira, vidro, tecido, etc.), superfícies (cilíndrica, esférica, irregular, clara, escura, opaca, brilhante, etc.), espessuras ou tamanhos, com diversos tipos de tintas ou cores.
Também pode ser feita de forma mecânica (por pessoas) ou automática (por máquinas).Muitas aplicações industriais são viabilizadas pelo uso do processo de serigrafia. Com o desenvolvimento de equipamentos e suprimentos serigráficos, além da utilização do computador, atualmente é possível obter impressões com grande fidelidade em relação à matriz.
fonte:WIKIPEDIA

HOBBY FRANCÊS


Fazenda em francês




Aprenda a escrever e falar o nome dos principais artigos de fazenda em francês:

PortuguêsFrancês
TratorTracteur
AradoCharrue
SemeadeiraSemoir
FoiceFaucille
EnfardadeiraPresse
GradeHerse
Gradanha, alfangeFaux
TradoTarière
MachadoHache
SerraScie
Pelle
EnxadaBinette
AncinhoRâteau
FazendaDomaine
GadoBovins
PorcoCochon
MoinhoMoulin
PlantaçãoPlantation
ColheitadeiraMoissonneuses-batteuses
AgriculturaAgriculture
RanchoChaumière



Teste seus conhecimentos respondendo este quiz











 


segunda-feira, 14 de março de 2011

TRAGÉDIA NO JAPÃO - JUIZO DE DEUS?



O mundo parou, a terra tremeu. O grande dragão estremeceu, agonizante. Aqueles que tem um coração sensível sentiram a terra tremer sob seus próprios pés. Eles sentiram a dor de cada japonês. De repente tudo foi transmudado em dor e sofrimento e parecia que todo o mundo viria por água abaixo. O Japão tem um plano de emergência contra terremotos. Eu não sei se funcionou desta vez, mas acredito que eles se esforçaram para por em prática e com isso amenizar os efeitos desta tragédia.
Talvez muitas pessoas por um motivo ou por outro, religiosas ou não, crentes ou atéias, neste momento tão triste da história do Japão estejam pensando: este é o juízo de Deus, o poder divino se manifestando para lembrar o mundo de que Ele existe. Corações insensatos, que abrem a boca e falam precocemente do que não sabem, do que não entendem. Elas pensam que sabem alguma coisa, que conhecem a mente divina, ou... sei lá mais o quê.
    A Palavra de Deus não pode ser interpretada de um modo mesquinho e pessoal. As profecias bíblicas a respeito do começo do fim, do apocalipse, não deve ser aplicadas de modo aleatório, impreciso. Não podemos generalizar. Antes que abras tua boca para proferires palavras vãs, sente junto com eles, junta-te a eles para sentires esta dor que é lancinante. Os terremotos acontecem na superfície terrestre de há muito, mesmo quando não existia seres humanos peregrinando pelas suas campinas. Jesus foi cauteloso quando falou sobre os sinais do fim do mundo. Entre os sinais estariam a fome, a peste, terremotos em vários lugares, mas Ele nos adverte que são apenas o começo do fim.

 

 

terça-feira, 8 de março de 2011

A TERRA CONTRA-ATACA - Parte 8

As mudanças Climáticas e a Profecia II




O profeta Joel predisse uma grande estiagem sem precedente: "A terra está de luto...O mosto secou [vinho], o azeite se perdeu... O trigo foi destruído... Os animais do campo bramaram...Os riachos se secaram" em conjunto com o "dia do Senhor", o periodo que culmina com o regresso de Cristo (Joel 1:2-3, 10-20). Há muito tempo Moisés advertiu que a desobediência  às leis de Deus traria secas e fomes (Lv 26:11-14, 19-20). Será simples coincidência que agora os cientistas predizem que a mudanças climaticas fará com que grande parte da superfície agrícola produtiva da Terra se transforme em um deserto árido incapaz de produzir alimentos?
    A causa bíblica das calamidades profetizadas e que os seres humanos se esqueceram  das leis de Deus, entre elas as leis bioquímicas e ecológicas que Deus ordenou para que regessem o funcionamento do nosso meio ambiente (Oséias 4:6). Conseqüentemente, Deus nos disse que  Ele nos deixará sentir na pele as consequencias por violarmos leis tão importantes e que vamos colher o que semeamos  (ver Oséias 4:9; Jeremias 2;19). O cientistas modernos chegaram a mesma conclusão a respeito das mudanças climáticas causadas no mundo pelas atividades humanas. Hoje, os cientistas escrevem sobre "a vingança de Deus", porém isto não é algo recente; há milhares de anos, Moisés advertiu aos israelitas que se contaminassem a Terra, ela então os vomitaria (Lv 18:28). Sim, como foi predito, a Terra está no contra-ataque! Mas estaremos perdidos? Estaremos realmente diante do fim do mundo? Será que termos alguma esperança?
  
    O PORVIR

Os prognosticadores, intentando vislumbrar mais além do que podem ver como o futuro colapso de nossa civilização moderna,   apontam  a necessidade de um "guia de usuário" escrito em termos bem claros e simples, o qual permita aos sobreviventes "reconstruir a civilização sem repetir a maioria dos nossos erros" (Lovelock, pág. 156-158). Este livro dever ser "um manual para viver bem e para sobreviver" que contenha instruções vitais  sobre o propósito de nossa vida, nossa relação perfeita e correta com a Terra, leis fundamentais de saúde e pautas para o comportamento correto (idem). Os intelectuais modernos,  que supõem que não existe tal livro, ignoram que estas informação essenciais já se encontram na Bíblia. As Sagradas Escrituras afirmam que a Terra pertence a Deus (Sl 24:1) e que os seres humanos deviam preservá-la como verdadeiros administradores (Gn 1:28; 2:15).
    Quando Jesus voltar a este mundo, Ele vai "destruir aqueles que destroem a Terra" (Ap 11:18) e se valerá dos seus santos para iniciar "os tempos da restauração de todas as coisas", incluindo os ecossistemas da Terra (Atos 3:19-21). As dramáticas mudanças climáticas atuais não são prenúncios do fim do mundo mas precisamente um prelúdio de um futuro muito mais emocionante, do qual você pode fazer parte... sempre e quando começares a viver pelo que realmente afirma a Bíblia e aprenda a reconhecer o verdadeiro significado das mudanças ambientais que agora ocorrem em todo o Planeta, à medida que nos aproximamos de um mundo vindouro preparado para os santos, os separados de Deus, através de Jesus Cristo o Seu Único Filho e Salvador nosso.

(Texto extraído e traduzido livremente da revista El Mundo de Mañana)

domingo, 6 de março de 2011

A TERRA CONTRA-ATACA - Parte 7

As mudanças climáticas e a profecia
Nos chama atenção o modo como as advertências de destacados cientistas e dirigentes mundiais se parecem bastante com as profecias bíblicas as quais descrevem o fim desta era e o tempo que precede ao regresso do Jesus Cristo. Quando perguntaram ao Cristo: "Que sinal haverá de tua vinda e do fim do mundo?", Ele respondeu aos seus discípulos que ficassem alertas com um período de "guerras e rumores de guerras... pestes, e fomes, e terremotos em diferentes partes do mundo" (Mt 24:3, 6-7). O apóstolo João apresenta estes mesmos fenômenos do tempo do fim como os três grandes "cavaleiros": guerra, fome e enfermidade; que matarão a quarta parte da população do mundo (Ap 6:3-8) Hoje os cientistas prevem que milhões de pessoas morrerão vitimas da fome advinda do clima, e em guerras por recursos como a água e o petróleo. A estas calamidades cada vez mais extensas no mindo as chamou Jesús de "o princípio das dores" que precederia a Sua iminente volta a esta mundo (Mt 24:8, 32:8, 32-35). Os cientistas dizem que as atuais mudanças climáticas são apenas o começo de mais alterações catastróficas que virão futuramente.
    
Jesus também predisse que antes da sua volta haveria uma "grande tribulação, como desde o principio do mundo não tem havido e nem jamais haverá...Não tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo" (Mt 24:21-22). Será simples coincidência que destacados cientistas estejam afirmando virtualmente a mesma coisa; que o aumento das temperaturas pode alterar a Terra de modo tão dramático "que seria incapaz de sustentar a vida" nos próximos anos? Hoje, enquanto pesquisas científicas documentam a crescente extinção de espécies, os planctons e o desaparecimento dos recifes de coral em oceanos mais quentes e ácidos; a pesca comercial dizima as reservas pesqueiras  mundiais.
       
 É notável que o profeta Oséias previu um momento no qual "a terra está de luto, e tudo o que mora nela desfalece, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem" (Oséias 4:1-3).
(continua)




 

sábado, 5 de março de 2011

A TERRA CONTRA-ATACA - Parte 6

A Civilização está em Perigo



   Os cientistas que estudam as consequencias do aquecimento global descrevem o futuro com uma perspectiva de gravidade que recorda notavelmente os termos biblicos!  Um cientista observou: "Estamos modificando os sistemas físicos, quimicos e biologicos...[da Terra]... a um ritmo e em intervalos cada vez maiores, do que jamais havia-se registrado na Terra. Os seres humanos embarcaram inconscientemente em uma grande experiencia em nosso planeta... [o qual] tem profundas implicações para toda a vida na Terra... nos aproximamos rapidamente dos seus limites.

  As atuais praticas economicas que danificam o meio ambiente... não podem prosseguir sem o perigo de causar um dano irreparavel aos sistemas vitais do planeta". Na Universidade de Cambridge o professor Martin Rees apontou que "no seculo vinte e um, a humanidade corre um grande risco  jamais visto por causa da aplicação equivocada da ciência e as pressões ambientais induzidas pelas ações humanas coletivas, que poderiam desencadear catástrofes mais graves que os perigos naturais... Creio que as possibilidades não superam 50% de  que nossa atual civilização na Terra sobreviva até o final do presente século sem graves consequencias" (Our Final Century, pág. 8, 186).
    
“The future will require us to build better places, or the future will belong to other people in other societies.”  
—James Howard Kunstler

"O futuro vai exigir-nos a construir um lugar melhor, ou o futuro vai pertencer a outras pessoas em outras sociedades."

Outro pesquisador,  o jornalista e escritor James Kunstler, descreve uma série de "forças [economicas, politicas e ambientais],,, que alteraram fundamentalmente os limites da vida cotidiana... em um grau tal que ninguém jamais viu" (The Long Emergency, pág. 1-2). Ele escreveu: "O aquecimento global deixou de ser uma teoria debatida por interesses políticos locais, para se converter em um conceito científico  estabelecido... [e que além do aumento das temperaturas, as inundações, a propagação de enfermidades e a desertificação]... o aquecimento do planeta criará condições que acabarão com a economia mundial"
 (pág. 8-9). Em tal contexto, Kunstler descreve o que os cientistas chamam de um "ponto ômega", a  ponte onde "as imensas redes interconectadas dos ecossistemas da Terra estarão tão enfraquecidas que a existência humana deixa de ser possível" (Idem).






terça-feira, 1 de março de 2011

A TERRA CONTRA-ATACA - Parte 5


O mar está transbordando?



A elevação da temperatura média da terra fazendo com que se derreta o gelo nos pólos e as grandes geleiras, terá como consequencia o aumento do nivel do mar. À medida que as grandes geleiras glaciais forem derretendo-se o mar aumentará de volume e isto pode ser catastrófico para os que habitam os litorais. No seculo passado os niveis oceanicos  aumentaram mais de 20 centimetros enquanto que a temperatura da Terra aumentou  aproximadamente meio grau. Os cientistas estimam que um aumento de um grau e meio faria derreter boa parte do gelo que flutua no Artico e nas plataformas de gelo na Antartida, bem como o glaciar da Groenlandia, o qual poderia elevar os niveis oceanicos em varios metros. Se isto acontecer,  muitas zonas costeiras habitadas serão inundadas, e milhoes de pessoas ficariam sem onde morar, obrigadas a emigrar  e ainda seria preciso redesenhar o mapa-mundi! Os niveis do mar em alta aumentam a vulnerabilidade dos assentamentos e cidades  sobre estuarios diante das grandes ondas causadas por tempestades. Se Londres fosse inundada por grandes ondas, poderia deixar de ser um centro financeiro, "com o qual Frankfurt se converteria no principal centro financeiro da Europa" (The Times, 23 de agosto de 2006).
    
Como o derretimento das geleiras e do gelo marinho, o oceano receberia milhoes de litros de agua doce. Isto diluiria a concentração de sal na agua e poderia até perturbar as correntes marinhas, como por exemplo a corrente do Golfo. Tal fenomeno teria efeitos catastroficos sobre as extensões agricolas do Noroeste da Europa. A elevação da temperatura tambem se associa com ondas de calor sem precedentes, maiores estiagens, chuvas torrenciais e inundações desastrosas, assim como tempestades e furacões de proporções inesperadas. Os três furacões que assolaram Nova Orleans em 2005 foram as maiores e mais intensas tempestades jamais registradas!  Em 2006, grande parte da produção agricola da Australia foi devastada por variações climaticas de calor e secas jamais vistos. Um informe recente de uma entidade oficial no Reino Unido predice que a temperatura da Terra aumentará em 3 graus Celsius até o ano de 2050, e isto causará estiagens e fome a 400 milhões de pessoas e assolará a vida silvestre... devido a perca de terras cultivaveis e a  escassez de água. 
  
  O aumento da temperatura já reduziu em uns 70% a população de pinguins Imperador na Antartida, por causa do gelo marinho estável que é imprescindivel para que estas aves possam acasalar, está mais fina e flutuam agora sobre o mar. As temperaturas em alta nas ultimas decadas tambem contribuiram com a propagação de enfermidades infecciosas como a malaria e a febre do Nilo Ocidental em novas regiões. No ultimo quarto de seculo passado surgiram umas 30 enfermidades novas e agora tembem estão ressurgindo doenças antigas que se críam erradicadas.