sábado, 2 de junho de 2012

O Livro de Ester e o Futuro do Oriente Médio - Parte 06

     
    Esta é principal razão pela qual Amaleque, o povo de Hamã, atacou a Israel no deserto quando vinha do Egito, rumo a terra prometida. Sendo descendente de Elifaz, o primogênito de Esaú, Amaleque estava decidido a exterminar Israel no caminho para apoderar-se da herança que o seu avô Esaú havia vendido por um prato de lentilhas (Ex 17:8-16).
   
   Deus havia estabelecido um decreto e um pacto sempiterno com Israel "Dizendo: A ti te darei a terra de Canaã como porção de vossa herança" (Sl 105:8-11). Por esta causa Deus fez a seguinte declaração depois do ataque de Amaleque contra Israel no deserto: "Porquanto jurou o SENHOR, haverá guerra do SENHOR contra Amaleque de geração em geração" (Ex 17:16).
    A mão de Amaleque se levantou contra o trono de Deus porque teve a ousadia de querer mudar os desígnios do Todo Poderoso.
    O que lemos a respeito do ataque de Amaleque no livro de Deuteronômio, constitui a descrição do primeiro ato terrorista do qual temos noticia, pois reúne três aspectos característicos do terrorismo:
    1. Ataque traiçoeiro.
    2. Ataque a população civil indefesa.
    3. Não enfrenta um exército: " Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito; como te saiu ao encontro no caminho, e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam atrás de ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus" (Dt 25:17-18).
   
     Voltemos agora ao livro de Ester tendo em mente a informação acima citada, para entender o desfecho da história.
    Mardoqueu, o que havia adotado como filha a que agora era a rainha Ester, sentava-se a porta do palácio do rei. "E todos os servos do rei, que estavam à porta do rei, se inclinavam e se prostravam perante Hamã; porque assim tinha ordenado o rei acerca dele; porém Mardoqueu não se inclinava nem se prostrava; e se encheu de furor. Porém teve como poucos, nos seus propósitos, o pôr as mãos só em Mardoqueu (porque lhe haviam declarado de que povo era Mardoqueu); Hamã, pois, procurou destruir a todos os judeus, o povo de Mardoqueu, que havia em todo o reino de Assuero" (Et 3:2, 5-6).


(Continua na parte 07)





Nenhum comentário:

Postar um comentário