quarta-feira, 16 de novembro de 2011

DICAS DE PINTURA: PASTÉIS (parte 01)

Existem  quatro tipos básicos de pastéis macios (também conhecidos como giz de pastel), pastéis duros, pastéis em lápis, pastéis a óleo. Todos os pastéis são fabricados da mesma maneira. O pigmento moído é engrossado por um "espessante" com o giz, e unido por um tipo de aglutinador, o tradicional sendo a goma tragacanto.

Pastéis Macios

    Usa-se pouco aglutinador na fabricação dos pastéis macios. São quase que pigmento puro, daí o brilho e fragilidade de suas cores, além da textura farinhenta. Muito embora a maioria dos pintores de pastéis faça uso deles, pode ser eficaz sua combinação com os pastéis duros e pastéis em lápis como complemento.

Pastéis Duros
Os pastéis duros contêm mais aglutinador e possuem uma consistência mais fina. Não se partem com tanta facilidade e podem ser apontados para uso em detalhamento. Alguns artistas se utilizam da lateral do bastão de pastel duro para pintar em blocos nas áreas maiores de cor, nos estágios preliminares da pintura. Como são menos farinhentos, o seu uso na sobreposição das cores é mais fácil, à medida que o trabalho progride. Também podem ser usados sozinhos, sendo mais apropriados ao desenho do que à pintura, por favorecerem uma aproximação mais linear. A gama de cores também é mais limitada, ao menso quando comparada aos pastéis macios, onde a variedade de cores é estonteante.

Pastéis em Lápis



Estes também são mais uma ferramenta de desenho que de pintura, mas alguns poucos pastéis em lápis serão um acréscimo interessante a sua coleção; são ideais nas áreas pequenas de detalhamento, bem como na execução de desenhos preliminares. Os lápis grafites comuns jamais devem ser usados em esboços para o pastel, já que os lápis são meio gordurosos e irão repelir qualquer pastel colorido aplicado sobre eles. Na questão de maciez ou dureza, os lápis em pastel ocupam uma posição intermediária. A gama de cores é semelhante à dos pastéis duros.

Continua na parte 2

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário