sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A TERRA CONTRA-ATACA - Parte 4

AS GELEIRAS ESTÃO DERRETENDO


Em um livro relevante intitulado An Inconvenient Truth (Una Verdad Inconveniente), Al Gore, ex vice-presidente dos Estados Unidos, destaca que em 20 dos 21 anos  mais quentes desde a década de 1860 ocorreram no último quarto de século. Os efeitos das temperaturas elevadas são mais dramáticos  próximo aos pólos Norte e Sul, onde a neve e o gelo que estão derretendo-se refletem menos luz solar. E a terra e o mar expostos absorvem mais calor do sol, redobrando assim o efeito estufa. Vários estudos recentes mostram que "o derretimento do gelo maritimo de inverno no Artico aceleraram enormemente nos ultimos anos, ao ponto de que uma parte do tamanho da Turquia desaparece em poucos 12 meses.
   
 As geleiras em todo o mundo estão derretendo a um ritmo cada vez maior. Certos estudos indicam que o derretimento das zonas que permaneciam congeladas o ano todo nas regiões subarticas liberará metano, o qual tem 20 vezes a capacidade de aquecimento que tem o dioxido de carbono. Os pesquisadores vem nesta liberação imprevista de grandes quantidades de metano uma "bomba de tempo climatica", que ao explodir aumentará dramaticamente as temperaturas em todo o planeta. Cientistas noruegueses descobriram que as concentrações de clorofluorcarbonetos, que capturam calor mil vezes mais do que o dioxido de carbono, se duplicaram entre 2001 e 2004 (News Scientist, 30/09/2006). Tudo isto está acelerando o ritmo de aumento da temperatura nos ultimos 20 anos.











Nenhum comentário:

Postar um comentário