quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Nova Era - Parte 4


A BÍBLIA NOS ADVERTE

O que diria Deus à respeito de tais esforços humanos para adaptar e integrar os costumes pagãos dentro do cristianismo? O que revelam as Sagradas Escrituras sobre o envolvimento com bruxaria e as práticas neopagãs? A Bíblia narra que quando os antigos israelitas saíram do Egito e estavam perto de entrar na terra prometida, Deus advertiu: " não perguntes acerca dos seus deuses, dizendo: Assim como serviram estas nações os seus deuses, do mesmo modo também farei eu. Assim não farás ao SENHOR teu Deus; porque tudo o que é abominável ao SENHOR, e que ele odeia, fizeram eles a seus deuses...Tudo o que eu te ordeno, observarás para fazer; nada lhe acrescentarás nem diminuirás. (Deuteronômio 12:29-32).
Outro mandamento divino: "Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará... adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos. Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR (Deuteronômio: 18;9-12). É claro que a Bíblia proíbe andar com bruxarias e feitiçarias e idolatria, mas os israelitas desobedeceram este mandamento divino. As Escrituras afirmam que "se e deram-se a adivinhações, e criam em agouros; e venderam-se para fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, para o provocarem à ira (2 Reis 17:17).
Alguns desprezaram estas advertências afirmando que são apenas fatos que ocorreram há muito tempo e que não tem nenhuma relação com a era presente. Outros ainda se perguntam: Como pode ser mal a bruxaria se agora o lema das bruxas é "não praticar o mal" e se os médiuns são compassivos ajudando outros a receber mensagens de seus entes queridos que partiram? E o que tem de mal se uma festa antiga nos põe em contato com as estações e os ciclos da Natureza? O que há de perigoso se praticarmos tais coisas?
Sem dúvida, A Bíblia condena tais práticas por razões específicas e consideráveis. Os livros, os filmes e os programas de televisão sobre bruxos e bruxas despertam a curiosidade e estimulam o interesse pelo ocultismo. A crescente aceitação pelo paganismo e a feitiçaria está deixando cegas as pessoas e as tornam insensíveis diante dos males e dos perigos de fazer contato com o mundo dos espíritos. Absorver de modo passivo a filosofia da wicca de que "nada é absoluto" e aceitar
um engano perigoso. Elevar cânticos e orações a uma deusa mãe é simplesmente idolatria, algo que Deus considera como grave transgressão (ver 1 Samuel 15:23).
Seguir praticando antigos costumes pagãos sobre um nome "cristão" é perpetuar práticas que enalteciam deuses pagãos. Quando tais práticas tomam o lugar das festas que Deus ordenou como perpétuas (ver Levíticos 23), faz-nos deixar de ver o Deus verdadeiro e se ignora Seu plano e Seu propósito para a existência humana!
É porisso que Deus advertiu a o seu povo por meio dos profetas: Não se acostume com o proceder dos pagãos (Jr 10:2).
Em uma profecia que se presta muito bem nesse momento, a do profeta Jeremias quando adverte que o seu povo sofrerá um grande desastre " porque vossos pais me deixaram... e andaram após deuses extranhos" e porque "vós caminhais cada um segundo a imaginação do seu malvado coração, não ouvindo a Mim" (Jr 16:10-13).
A Bíblia afirma que pela sua inclinação em abandonar as instruções e as leis de Deus e por sua tendência em buscar conforto na bruxaria, o ocultismo e a idolatria, os descendentes atuais dos israelitas e todas as nações do mundo, sofrerão graves conseqüências (Jr 9:12-16); Oséias 8, 9,10). O atual renascimento do paganismo é muito significativo. É mais um sintoma que descreve a situação em que nos encontramos neste tempo do fim. Tudo isso trará castigo de Deus antes que Jesus Cristo retorne e implante o seu reino desde há muito anunciado pelos seus ungidos, os profetas. Devemos atender a estas advertências proféticas e oportunas... ! e não nos deixarmos levar por esta terrível onda do paganismo.

(Extraído de revista El Mundo de Mañana. Tradução livre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário