domingo, 17 de maio de 2009

Minha Casa

Minha casa é bela à beira da rua.
Seus muros são de ouro,
Seu telhado é de prata.
São do meu lar a boa acolhida,
O melhor chá da tarde bem quentinho,
O sofá mais aconchegante e macio.
É do meu lar a mesa tão farta,
É da minha casa o pão mais saboroso.


Minha casa
Tem janelas
Que o ar festeja
Quando entra e
Assovia ao passar.
Minha casa tem duas estrelas
Que nunca se extinguirão:
Um velhinho de cabelos brancos,
E minha mãezinha que outra
Mais de ternura e amor não há.


Minha casa tem palavras
Mui sábias de se escutar,
E uma música maviosa
Quen não se enfada de ouvir.


Minha casa tem a vida
Mais que mais se pode ter.
Minha casa tem a última hora
Que todo mundo quer ter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário